10 países geram eletricidade quase 100% renovável

Em alguns dias, o esforço de passar da queima de combustíveis fósseis para o uso de energia renovável pode realmente parecer um trabalho árduo. As coisas estão a melhorar, mas muitas vezes parece um ritmo glacial (antes dos glaciares derreterem a um ritmo tão rápido, é claro). Os caracóis ficariam entediados e adormeceriam assistindo. É assim tão mau.

Mas é bom notar as pequenas vitórias comemorá-las, e encontrar maneiras de aprender com elas. A pequena vitória de hoje é que já existem 10 países no mundo cuja geração de energia elétrica vem de 97 a 100% de fontes renováveis.

Olhemos então para a lista:

Antes de analisarmos, vamos manter algumas ressalvas em mente. Em primeiro lugar, trata-se apenas de energia gerada em cada país, e não de energia consumida. Se a energia sai para outros países ou chega de outros países, não altera este número. O ano entre parênteses é o ano de origem destes dados e é o ano mais recente disponível para esse país.

Se olharmos para a lista do top10, não está cheia de países ricos. Vários países africanos estão na lista, assim como países da América do Sul e das Caraíbas. O meu objetivo ao mencionar isto não é apontar esses países, já que eles geralmente não são tão pobres quanto se possa pensar, mas estão melhor posicionados do que Estados Unidos, a China , Rússia ou Reino Unido.

Se reparar na tabela, provavelmente já percebeu que a maior parte da energia vem de energia hidroelétrica. Isso não é surpreendente, porque a energia hidroelétrica existe há MUITO tempo. Quando a energia solar era apenas um projeto de teste descolado em feiras e salões de automóveis mundiais na década de 1950, muitos lugares do mundo já eram grandes utilizadores de energia hidrelétrica. É relativamente barato, confiável e capaz de gerar energia a qualquer hora do dia ou da noite e em quase qualquer estação do ano.

Quando olhamos para os próximos 4 países que estão a começar a aproximar-se de 100%, podemos aprender um pouco mais. A Escócia, por exemplo, tem muito vento e conseguiu chegar a 90% de energias renováveis. O Quénia obtém 44% de sua energia geotérmica. Isso mostra-nos que, à medida que mais países chegam ao ponto em que obteriam um “A” num teste, veremos uma diversidade muito maior em como eles chegam lá. Alguns países começarão a aparecer com grandes quantidades de energia solar, das marés ou das ondas.

Como alguém que mora nos Estados Unidos, acho que é inteiramente justo pintar este relatório como uma condenação para nós. Tínhamos tudo a nosso favor, e nem mesmo estamos no gráfico. Ganharíamos apenas cerca de 20% e obteríamos um F muito sólido se essa fosse uma nota escolar.
Eu acho que é totalmente justo dizer que isso reflete mal em outros países “desenvolvidos” que não conseguem entrar na lista enquanto os países “pobres” não estão a emitir uma grande quantidade de gases de efeito estufa. Pior ainda, os países que menos contribuem, apesar de dezenas de milhões em população, são os que provavelmente sofrerão mais com as mudanças climáticas.
É bom comemorar esta pequena vitória, mas também precisamos que isso seja um aviso para nos recompormos!

By Jennifer Sensibahttps://cleantechnica.com/2021/10/28/some-good-news-10-countries-generate-almost-100-renewable-electricity

Deixe um comentário