Custo das baterias de ião-lítio caiu 97% nas últimas três décadas

Um novo estudo do MIT demonstra que o custo das baterias de ião-lítio – usadas para carregar telefones, portáteis e veículos elétricos – caiu 97% nas últimas três décadas.

A pesquisa, baseada numa análise detalhada dos custos e desempenho de baterias, concluiu que a queda acentuada dos custos é comparável ao declínio, mais amplamente divulgado, do custo das células fotovoltaicas para painéis solares, “que muitas vezes são tidos como uma espécie padrão de ouro em inovação de energia limpa ”, disse a coautora do estudo Jessika Trancik, professora associada do Instituto de Dados, Sistemas e Sociedade do MIT. Afirmou ainda que o declínio contínuo das baterias de ião-lítio terá ramificações importantes para a crescente eletrificação de veículos e a expansão do uso de baterias estacionárias, que pode ajudar a compensar o fornecimento intermitente das energias eólica e solar.

“Eu não posso exagerar a importância dessas tendências na inovação de energia limpa para nos levar onde estamos neste momento até onde começará a parecer que podemos ver a rápida eletrificação de veículos e estamos vendo o forte crescimento das tecnologias de energia renovável, ” disse Trancik.

Ela afirmou que tem havido grande incerteza e desacordo sobre quanto os custos das baterias de ião-lítio diminuíram nas últimas décadas, em parte porque esses números eram dados de empresas e mantidos privados. Mas o estudo do MIT foi capaz de reunir as peças do puzzle da queda de preços, analisando toda a literatura publicada sobre nos últimos 30 anos.

fonte: https://e360.yale.edu/digest/coss-of-lithium-ion-batteries-has-fallen-by-97-percent-study-says?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+YaleEnvironment360+%28Yale+Environment+360%29

Plataforma para acelerar a produção de painéis PV na Europa

A “European Solar Initiative” e a “Solar Power Europe” uniram-se para lançar a plataforma “Solar Manufacturing Accelerator“, que visa acelerar a implantação de projetos de fabricação de painéis fotovoltaicos na Europa – para fortalecer a liderança da UE em tecnologias de energia limpa e contribuir para a re-industrialização da Europa.

Esta iniciativa é coordenada pela “Solar Power Europe” e tem o apoio dos seus parceiros ESMC, ETIP-PV, IPVF e VDMA. Está aberto a qualquer empresa ou organização que deseja desenvolver ou fazer parceria em projetos de fabricação de painéis PV. A plataforma abrangerá um amplo portfólio de projetos europeus e fá-lo-á identificando parceiros e obtendo investidores financeiros com o objetivo de aumentar o número de projetos de fabricação solar fotovoltaica na Europa. Também visa contribuir para o sucesso do Acordo Verde Europeu.

Walburga Hemetsberger, CEO da”Solar Power Europe“, declarou. “Como a tecnologia renovável de menor custo e com maior necessidade de mão de obra, a energia solar está preparada para cumprir os objetivos do Acordo Verde Europeu e da Recuperação Verde. O “momentum” está a crescer para expandir as atividades de manufatura na UE, com base na forte aceitação do mercado interno confirmada em 2020, apesar da pandemia COVID-19 e da liderança tecnológica sustentada das empresas europeias. Após o lançamento bem-sucedido do “Solar Manufacturing Accelerator” em maio de 2020, hoje temos o prazer de impulsionar ainda mais a indústria solar, com o EIT InnoEnergy, com o lançamento da “European Solar Initiative”. ”

Há ainda uma plataforma de investimento empresarial, que acompanha o desenvolvimento de projetos de fabricação de energia solar fotovoltaica abrangentes e competitivos na Europa que faz a ligação entre os promotores de projetos e investidores. As empresas podem-se inscrever e os promotores dos projetos serão acompanhados no amadurecimento dos seus projetos e no contato com os financiadores.

Fonte:https://cleantechnica.com/2021/02/26/solarpower-europe-launches-solar-manufacturing-accelerator