Eco Wave Power recebe licença para projeto piloto em Portugal

Num marco regulatório significativo, a Eco Wave Power Global AB (Eco Wave Power) anunciou que a sua subsidiária portuguesa, EW Portugal – Wave Energy Solutions Unipessoal Lda. (EW Portugal), obteve uma licença de instalação e ligação à rede de 1 MW sob a forma de aprovação de registo de Pequena Unidade de Produção (número de registo 5089) da Direcção-Geral da Energia e Geologia (DGEG). Esta aprovação de registo é necessária para a instalação e ligação à rede de um projeto piloto de 1 MW no quebra-mar da Barra do Douro, no Porto.

A aprovação do Registo de Unidade de Pequena Produção é a primeira licença necessária para a EW Portugal prosseguir com a instalação e conexão à rede de uma primeira unidade de produção de energia das ondas de 1 MW no lado oceânico do quebra-mar da Barra do Douro.

O projeto de 1 MW está previsto para ser a primeira fase de um contrato de concessão de 20 MW celebrado com a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, SA (APDL) em Abril de 2020, para potencial utilização de quatro locais próprios e explorados pela APDL.

A recepção da aprovação do registo desta unidade foi facilitada pela EW Portugal em colaboração com o escritório de advogados PLMJ Advogados, SP, RL (PLMJ) e a empresa de engenharia e construção PAINHAS, com mais de 40 anos de experiência no fornecimento de soluções chave na mão a nível mundial .

Após a conclusão das obras de instalação e ligação à rede, a EW Portugal precisará de um certificado de operação da DGEG para o funcionamento da central. Este projeto está em linha com o Plano Nacional de Energia e Clima de Portugal para 2021 – 2030, também conhecido por PNEC 2030, que tem como objetivo Portugal garantir 47% de fontes renováveis ​​no consumo final bruto de energia até 2030.

Portugal possui um imenso recurso de energia das ondas, que, segundo estimativas do Governo de Portugal, pode fornecer 3 a 4 GW de potência. O projeto da Eco Wave Power será um marco significativo na adoção da energia das ondas e do oceano em Portugal e contribuirá fortemente para o objetivo do país no âmbito do plano PNEC 2030, de implementar 70 MW de potência das ondas até 2030.

Inna Braverman, fundadora e CEO da Eco Wave Power afirmou: “Temos o prazer de anunciar a aprovação do registo de pequenas unidades de produção para o nosso primeiro projeto planeado de energia das ondas de 1 MW em Portugal. Este é um grande salto para a implantação da nossa primeira central de energia das ondas de 1 MW em Portugal. Gostaríamos de agradecer ao Ministério do Ambiente e Acção Climática, DGEG, PLMJ, Painhas, e todas as outras partes envolvidas no apoio a este projecto inédito em Portugal. Acreditamos que o sucesso da execução deste projeto marcará o início de uma nova e emocionante era para o setor da energia das ondas em Portugal e em todo o mundo. ”

https://www.energyglobal.com/other-renewables/23082021/eco-wave-power-receives-permit-for-pilot-project-in-portugal/

Deixe um comentário